1/2

 O uso continuado de inseticidas químicos no tratamento de palmeiras não é sustentável constituindo uma situação potencialmente perigosa.

O tratamento de palmeiras contra a praga do escaravelho vermelho ocorrido nos últimos anos, poderá assentar numa utilização de inseticidas químicos, que muitas vezes poderão não ter sido concebidos para o efeito.

Uma consequência direta desses  eventuais tratamentos, quer pela sua natureza quer pelas suas concentrações e intensidade, poderá traduzir-se na contaminação das áreas circundantes  com substâncias nocivas para o meio ambiente. Consequentemente ocorrerá a destruição de faunas úteis auxiliares, provocando desequilíbrios ambientais. Das espécies potencialmente atingidas, salienta-se duas muito importantes:

JOANINHAS, VESPAS.

A destruição massiva de Joaninhas e Vespas favorece o desenvolvimento exponencial de uma família muito nefasta que são as cochonilhas.

As cochonilhas quando se instalam nos solos potenciam o desenvolvimento de fungos que atacam as raízes das plantas, provocando o seu apodrecimento.

Esta situação poderá ser potencialmente perigosa quando estão em causa palmeiras e árvores de grande porte.

Show More

UMA SOLUÇÃO INTELIGENTE 

AMIGA DO AMBIENTE !